Idoso Bem Cuidado

Plataforma digital integra todos os dados
de saúde dos pacientes da melhor idade


Com o objetivo de promover um cuidado totalmente integrado e com maior resolubilidade aos idosos – por meio do compartilhamento de dados entre os todos os agentes e profissionais da Saúde – a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em parceria com a Associação Paulista de Medicina, apresentou com exclusividade ao mercado no fim de 2017 o piloto do projeto Idoso Bem Cuidado.



Desde então um grupo seleto de empresas do setor suplementar começaram a acessar em plataforma digital todas as informações de saúde dos idosos em um sistema eletrônico. A iniciativa tem como meta universalizar o acesso de profissionais em toda a rede privada, com segurança máxima e permissão do paciente, além de racionalizar processos e otimizar investimentos.

“Sabemos que o idoso é um tipo de beneficiário que consome muitos recursos da Saúde, com histórico médico em geral muito grande e que, geralmente, está desorganizado. O paciente eventualmente passa por diversos especialistas, porém, muitas vezes, eles não conversam nem compartilham informações. Em outros casos, o médico, por exemplo, precisa de uma informação específica de um exame que o idoso não levou para a consulta, por exemplo. Ou seja, quando não se tem toda a relação de dados, o prejudicado pode ser o próprio usuário, que não terá o tratamento completo, com a rapidez adequada”, explica o diretor de Tecnologia de Informação da APM, Antônio Carlos Endrigo.

No programa Idoso Bem Cuidado, coube à Associação Paulista de Medicina desenvolver a plataforma e o aplicativo com os dados de saúde do idoso, além de sensibilizar os médicos sobre a relevância/segurança de utilização do registro eletrônico compartilhado.

Dinâmica
A ideia é que, no momento de espera da consulta, o paciente receba um comunicado por celular via SMS pedindo autorização para que haja transferência de suas informações para o especialista médico ou demais profissionais da Saúde. Se disser sim, automaticamente os dados resumidos de consultas anteriores vão para o prontuário do especialista.

O Idoso Bem Cuidado se baseia em projetos bem-sucedidos como o ‘Parto adequado’, implantado em 2015, uma iniciativa conjunta entre ANS, Hospital Albert Einstein e Institute for Healthcare Improvement, com apoio do Ministério da Saúde, que favoreceu a redução de cesarianas sem indicação clínica ou possíveis casos adversos. A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e o Portal de Saúde do Cidadão, ambos do Sistema Único de Saúde, também serviram de inspiração.

O futuro almejado é unificar as plataformas pública e particular de informação, segundo o diretor de TI, e estender para outras áreas de atendimento, como a pediatria etc.